OESPORTE

O Conteúdo certo

Em encontro na Prefeitura, projeto busca retomada do handebol em Apucarana

A Associação de Handebol de Apucarana apresentou nesta sexta-feira (06/03) um projeto que visa a retomada da modalidade no Município. A proposta foi levada ao prefeito Junior da Femac, em reunião realizada no gabinete municipal, e que contou com a presença de ex-atletas, daqueles que estão jogando atualmente e também do atleta profissional Rafael Hidalgo Lobato.

O prefeito Junior da Femac colocou à disposição o Ginásio de Esportes Áureo “Caixote”, que foi inaugurado nesta sexta na Rua Denhei Kanashiro (ao lado da Apae), para sediar o treinamento das equipes. “Esse grupo conta com o apoio de um atleta de nível internacional como o Rafael Hidalgo, que é de Apucarana. A intenção , fazer a retomada do handebol em Apucarana realizando um grande trabalho nas categorias de base”, frisa Junior da Femac.

O primeiro grande desafio, conforme Junior da Femac, será a preparação para os Jogos Abertos do Paraná (JAPs), que acontecerão em novembro em Apucarana. “Uma das possibilidades discutidas também foi a participação no Campeonato Paranaense de Handebol. O Município está apoiando esta iniciativa que de forma organizada, com a força da velha guarda e da juventude, pretende resgatar a modalidade e colocar o handebol de Apucarana no nível de décadas passadas”, salienta.

O atleta Rafael Hidalgo afirma que vai colaborar com os treinamentos e até, se for necessário, atuar pela equipe de Apucarana. Hidalgo jogou pelos colégios Platão e São José e também pela equipe de Apucarana. Profissionalmente, Hidalgo jogou em equipes de Londrina, Sorocaba, Rio de Janeiro e Taubaté (equipe onde foi campeã da Liga Nacional). “Em 2015, também joguei pela seleção brasileira militar, em um torneio mundial militar disputado na Coreia”, conta o atleta.

Também estiveram presentes no encontro a secretária municipal de Esportes, Jossuela Pinheiro, o presidente da Associação de Handebol de Apucarana, Anderson Nogueira, e os ex-atletas Roberto Francisco dos Santos, Lisandro Rogério Modesto e Alessandro Ferreira.

Alessandro Ferreira é o treinador das equipes juvenil e adulto da Associação, que possui também o time máster. “O objetivo do projeto, que atualmente envolve cerca de 60 atletas, é promover o acesso de crianças, adolescentes, jovens e adultos. Além dos treinamentos de base, o projeto visa formar equipes de rendimento visando a participação em competições”, reitera Alessandro Ferreira.

Inicialmente, os treinamentos acontecerão três vezes por semana no “Áureo “Caixote””: segunda-feira, das 18 horas às 20h30; terça-feira, das 19 horas às 22 horas; e aos sábados, das 14h30 às 17h30. A iniciativa é denominada “Projeto Handebol para Todos: buscando atletas, formando cidadãos”.

 

Leave a Reply