OESPORTE

O Conteúdo certo

Karatê de Apucarana conquista três medalhas nos JEP´s

Os alunos atletas Danyel de Oliveira, do Colégio Estadual Izidoro Luiz Cerávolo, e Júlia dos Santos, do Colégio Chamberlain, foram os principais nomes de Apucarana na modalidade de karatê, durante a fase final da Divisão B dos Jogos Escolares do Paraná (JEPS), em evento que está ocorrendo na cidade.
36973592_2096122550709918_4188095637658533888_n
Julia dos Santos Correa mostra a força da cidade-sede nos Jogos Escolares do Paraná.
Ano a ano o município de Apucarana vem sediando ao menos uma edição de Jogos Oficiais do Paraná, e em 2018 o município recebe a Final B da 65ª edição dos Jogos Escolares, voltada a alunos-atletas de 12 a 14 anos. Um relacionamento tão intenso com o esporte, como é o caso do município do norte do Paraná, naturalmente pode revelar futuros talentos, e pouco a pouco a cidade-sede vai conhecendo novas caras apucaranenses que são destaque nas mais diversas modalidades esportivas.

Um dos grandes destaques locais nesta edição de Jogos Escolares do Paraná é Julia dos Santos Correa, aluna do Colégio Estadual Presbiteriano Chamberlain. Com apenas 13 anos de idade, Julia fez sua estreia nos JEPS junto com a própria modalidade, que estreou oficialmente nesta 65ª edição. Inscrita na categoria “Pesado”, para atletas com mais de 54kg, o saldo foi excelente, conquistando uma medalha de prata no Katá, e o principal: o Ouro no Kumitê.
“É uma honra, porque é a primeira vez que competi nos Jogos Escolares do Paraná, e ainda mais em Apucarana, então fico muito emocionada!”, disse Julia, feliz por finalmente poder ver sua modalidade em uma competição tão tradicional como os JEPS. “É uma honra ter o Karatê nos Jogos Escolares! Eu amo minha modalidade, e quero ver ela crescer e mostrar ao mundo que o Karatê de verdade é muito legal!”, complementou.
Julia é membro de uma família tradicional na modalidade. Ela é filha dos karatecas Jefferson de Oliveira Correa, e Eliane Lemes Dos Santos, ambos também professores do CE Presbiteriano Chamberlain. Por meio deles, a karateca começou a vivenciar o esporte desde pequena. “Já são 8 anos praticando, e hoje meus treinamentos acontecem 3 vezes por semana”, disse a medalhista de ouro do Kumitê, que também falou sobre como é ser treinada por seus próprios pais: “É bem mais rígido treinar com os pais, mas tem o lado bom também, porque cresço muito mais forte!”, contou a campeã.
36969002_2096122584043248_2736281942969286656_n
“Praticamente desde que a Julia começou a andar já colocamos um quimono nela, e ela já gostou. É um orgulho grande ver ela campeã, e fico até sem palavras para descrever este sentimento”, declareou Jefferson, pai e professor da karateca.
Além dos pais, outra figura importante no treinamento de Julia, é alguém que já é quase membro da família: Alan Pereira Silva, atleta que representa Apucarana em diversas competições de karatê dentro e fora do Brasil. “Fazemos um trabalho em equipe, que já vem de longo tempo, desde os primeiros Jogos Abertos em que o Karatê entrou, e eu fui campeão no Katá e no Kumite. Agora a gente vê esta geração prosseguindo, junto com a professora Elaine e o professor Jefferson, e ficamos muito orgulhosos deste trabalho, quando vemos a Julia vencer no Kumite e ser prata no Katá”, contou o karateca.
Com uma performance brilhante nos Jogos Escolares do Paraná, o treinamento de Julia estará voltado a outras competições, ainda em 2018. “Agora meu foco é o brasileiro! Vamos ter um treinamento de dois meses, visando uma etapa do Campeonato Brasileiro de Karatê”, disse Julia, que a longo prazo quer chegar ainda mais longe: os Jogos Olímpicos. Potencial ela tem, e ainda faltam alguns anos até as Olimpíadas de 2024, em Paris, mas com o crescimento da modalidade, novas competições podem fazer parte do caminho da aluna-atleta até alcançar seu objetivo.
“Torcemos para que em breve a modalidade também passe a fazer parte dos Jogos Escolares da Juventude, afinal o Karatê faz parte do programa dos Jogos Olímpicos e dos Panamericanos. Se isso vier acontecer, pode ter certeza que temos aqui em Apucarana uma grande candidata a representar o Paraná nesta competição!”, declarou Alan, com a certeza de que seu município continuará muito bem representado para o futuro do Karatê.

37027508_2096122707376569_4214185356368543744_n
O karatê, que é novidade dos JEP´s neste ano, foi desenvolvido neste final de semana no ginásio de esportes do Colégio Estadual Alberto Santos Dumont.
Júlia, 13 anos, conquistou duas medalhas na fase final B: ouro no kumitê na categoria + de 54 quilos e prata no kata na categoria pesado. A primeira posição nesta última ca-tegoria ficou com a atleta Giovana Besson, do Colégio Estadual Dois Vizinhos, de Dois Vizinhos. Júlia é filha dos professores Eliane Lemes e Jeferson Oliveira, ex-atletas da extinta Academia Central, treina na Academia Ippon e faz parte do Projeto Karatê Vida, do professor Alan Pereira da Silva. Destaque nos JEP´s competindo em casa, Júlia é tricampeã no Campeonato Paranaense e tem também muitos títulos regionais. Danyel de Oliveira, que nesta fase final teve o comando da professora Sônia Delgado Bueno, ficou com a medalha de bronze no kumitê na categoria até 52 quilos. Ele é aluno da Academia Cami-nho Livre, dos professores Maria Teres a e Expedito Bor-ges. Mais dois karatecas apucaranenses disputaram a competição no ginásio do Santos Dumont. Kawan Felipe Pimenta, do Colégio Estadual São Bartolomeu, ficou em quarto lugar no kumitê e em nono no kata, e Nicolas Zan-ehin, do Colégio Chamberlai, foi quarto no kata e quinto no kumitê. Na classificação geral feminino, Apucarana obteve a quarta posição, enquanto no masculino ficou em décimo sexto lugar.

Leave a Reply